14/02/2010

Carne vale

Vejo na televisão imagens da folia dos carnavais na Mealhada, em Estarreja, em Torres, em Ovar, em Loulé. Enquanto mulheres roliças, de carnes brancas, rodam entre plumas, lantejoulas e coroas, velhas desdentadas assistem de mãos nos bolsos, de cachecol no pescoço e gorro na cabeça. As mães de família, ainda a cheirar ao peixe frito do almoço, observam e comentam os cortejos, de guarda-chuva aberto e tentando não enfiar alguma vareta no olho da vizinha. Os maridos andam por lá, travestidos de saia e avental, de saltos altos e cerveja na mão, sempre de olho nas roliças. Na terça-feira os desfiles continuarão alheios à massa de frio bipolar provando que neste país o desajuste já é norma.

11/02/2010

Se

Se algum dia me cruzar com o Pedro Mexia na rua vou gritar "Pedroooooooooooo" (num estilo Penélope na entrega do Óscar a Almodóvar).
Se vou passar vergonha? Vou. Mas como diria Bruno Aleixo "a mim que me importa".

08/02/2010

Um verso perfeito por dia (VI)

Oxalá, eu não ande sem cuidado,
Oxalá eu não passe um mau bocado;
Oxalá, eu não faça tudo à pressa,
Oxalá, meu Futuro aconteça.

Madredeus, "Oxalá"

Um verso perfeito por dia (V)


Dr Bayard,
Comprimidos de papel

Com o retrato do Fidel
Rebuçados para mascar com a cara do Salazar
Por isso não sofra mais
Se acabarem compre mais

Dr. Bayard


Ena Pá 2000, "Dr. Bayard"

02/02/2010

Um verso perfeito por dia (IV)

"Se um dia um anjo fizer
A seta bater-te no peito
Se um dia o diabo quiser
Faremos o crime perfeito"

Donna Maria, Quase Perfeito

01/02/2010

Um verso perfeito por dia (III)

Devia ser como no cinema,
A língua inglesa fica sempre bem
E nunca atraiçoa ninguém.

Clã, "Problema de expressão"